sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Sem brincadeiras

Com assunto sério e triste a gente não brinca.
Só lamenta outra coincidência no mundo musical.

Imagine

Bono Vox e sua turma se apresentaram no teto da BBC assim como o último show dos Beatles, no teto da gravadora Apple.É o U2 imitando os Fab4.
A desproporção das fotos é proporcional à importância que dou para cada banda.

Maradona?

Ronalducho ainda não estreou pelo Todo Poderoso Timão mas não sai das manchetes.
Ontem, chegou às 5 da madruga na concentração.
Há quem fale em festinha com mulheres que prestam serviço púbico, e movido a estimulante nasal.
Não é a primeira vez que o nome dele é associado à farinha.
Nem a segunda.
Será a última ou mais uma brilhante carreira vai terminar em pó?

Gincana

Minha queridíssima amiga MCris deu a ideia e como este é um blog interativo, lá vai.
Mande uma foto inusitada e vamos ver quem "ganha".
Valendoooooooooooooooooooo!MCris e seus reptossauros.

No comments

O Haloscan tá bichado.
Não dá pra comentar nem pra responder.
É só por aqui???

Um museu de grandes novidades

Leio nas folhas sobre os artistas que vão se apresentar em São Paulo.
Sua avó vai adorar:
1) Back Street Boys
2) Simply Red
3) KISS
4) Deep Purple
5) Air Supply
6) Motörhead
7) Burt Bacharach
Tudo isso saiu na Ilustrada, cuja manchete, de outra matéria, é o sugestivo:

arquivo morto

Sleepless

Duas e todas da madruga e eu aqui, revendo FARGO, Uma Comédia de Erros.
Acho que foi aqui que conheci os irmãos Cohen.
Muito bons!

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Momescas II

Vamo pulá?

Câmera da Globo caindo

Parece efeito especial mas é acidente mesmo:


O mais legal são as teorias "espirituais" de fundamentalistas religiosos.

Entendeu?

Leio todos os dias a coluna Bastidores, do Flávio Ricco.
É ricca em detalhes sobre a TV.
Às vezes, só às vezes, sai alguma coisa assim:

Isto, no que diz respeito a Globo, porque a Bandeirantes ainda não encontrou – e muito provavelmenterepetiu e Recife. rque a Bandeirantes ainda n elas da Record. nunca terá a preocupação de encontrar – a fórmula ideal para cobrir os carnavais de Salvador e Recife. Se colocarem no ar fitas do passado ninguém vai perceber. Teve dia que não chegou a um ponto.

Entendeu?

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Jacques Custeau Jr

Meu filho-herdeiro-xerox-reduzida comprova toda a coragem, a sagacidade e a habilidade marítimo-aquática da família.
Pegou, com as mãos nuas e sem nenhum equipamento adicional, um enorme e feroz ser das profundezas escuras do oceano.
A foto retrata a macheza do Mini-Mim:Tá, a outra mão deu uma sãopaulinada, mas isso não vem ao caso.E o fato de o bicho estar morto não diminui em nada o feito. Nós, Castilhos, semos phoda!

FELIZ ANO NOVO!!!

Finalmente!!!

Abra as asas sobre nós

O que você encontra no seu quintal?
Eu, encontro isso:

Pequenas empresas

Aqui no litoral tem desses posticos de combustível:Por aí tem também?
clica na foto para ampliar

UP DATE:
Karla Camargo responde que sim, em Itajubá tem postico:

Momescas

Daniel Castro, na Folha de hoje:

ABÓBORA
Transmissão de Carnaval na TV é sempre um festival de bobagens. Confiras as últimas:

MANGUEIRA
Ontem de madrugada, a repórter da Globo Renata Capucci agarrava Raí para que ele não fugisse e lhe desse entrevista. "Tenho que levar a Mangueira na mão", justificou o ex-jogador, antes de partir para empurrar uma alegoria da escola.

CANIBALISMO
"De certa maneira, os tupinambás foram os precursores do churrasco", soltou o comentarista Haroldo Costa, da Globo. Segundo ele, os índios canibais usavam grelha e até sal. "Iam virando [os corpos] pouco a pouco. Gaúcho entrou depois". Dudu Nobre, também comentarista, não aguentou: "Essa foi a melhor da noite".

Zé fini

O bom do Carnaval é que ele acaba!!!

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Kung Fu Fighting

Ah, a Capoeira!
Os praticantes dizem que não é luta, é dança, é jogo, é sei-lá-o-que.
Certeza de que isso não é dança:

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

É nóis na mídia

Então. Dia desses fui entrevistado e falamos sobre merchans.
Tái, ó:

Olha o carnaval aí, gente!

Muito confete pra todo mundo!Serpentina eu dispenso porque tô bebendo quase nada.

E se a horda de turistas vândalos, bêbados e emporcalhadores de praia invadirem meu Pequeno Paraiso, vou pra São Paulo. Deserta e cinzenta.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

É nóis na mídia

Nesta quinta-feira, 11 da manhã, estarei na AllTV.
Boa chance pra você me xingar ao vivo!

School

See you!

Você é feia?

Brigou com o espelho hoje?
Sorria, você não está sozinha na inglória luta das esteticamente prejudicadas contra a ditadura da beleza:

Eu vi gnomos

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Atendendo a pedidos

Tem show hoje:
"BAR KAMALEON"
AV.DO CURSINO, 105 - IPIRANGA
(Pertinho do Metrô Alto do Ipiranga)
TERÇA-FEIRA, DIA 17/02 às 21:00
Apanas: R$ 10,00

Giselle vai se apresentar:



Vídeo véio, de 2007

Mulher objeto

Pesquisa (adoro essas pesquisas) mostra que cérebro masculino vê mulher de biquíni como objeto.Pro pessoal mais novo, o título do post remete a este filme.

Edificante

Espero que essa história chegue ao seu coração, tanto como chegou ao meu...

Um homem jovem estava fazendo compras no supermercado, quando notou que
uma velhinha o seguia por todos os lados.
Se ele parava, ela parava e ficava olhando para ele.
No fim, já no caixa, ela se atreveu a falar com ele, dizendo:
- 'Espero que não o tenha feito se sentir incomodado; mas é que você se
parece muito com meu filho que faleceu.

O jovem, com um nó na garganta, respondeu que tudo estava bem, que não
havia problema.
A velhinha lhe disse, então: - 'Quero lhe pedir algo incomum.'

O jovem lhe respondeu:
- 'Diga-me em que posso ajudá-la.'

- 'Queria que você me dissesse 'Adeus, Mamãe', quando eu me for do
supermercado, isso me fará muito feliz!'

O jovem, sabendo que seria um gesto que encheria o coração da velhinha,
aceitou.

Então, a velhinha passou pela caixa, após ter registrado as suas muitas
compras. Aí, se voltou sorrindo e, agitando sua mão, disse: 'Adeus,
filho!'

Ele, cheio de amor e ternura, lhe responde
u efusivamente: 'Adeus,
mamãe!'

Ela se foi e o homem ficou contente e satisfeito pois, com certeza,
havia dado um pouco de alegria à velhinha. E, então, passou suas
compras.
'São R$ 554,00'; lhe disse a moça do caixa.

- 'Por que tanto, se só levo estes cinco produtos?'

E a moça do caixa lhe disse:
- 'Sim, mas sua mãe disse que você pagaria
pelas compras dela também...'

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Pay Per Riu

Amanhã participo do show do Japa e do Donald, no Kamaleon.
"BAR KAMALEON"
AV.DO CURSINO, 105 - IPIRANGA
(Pertinho do Metrô Alto do Ipiranga)
TERÇA-FEIRA, DIA 17/02 às 21:00
Apanas: R$ 10,00

Stand-Up e personagem.
Quem não conhece a Giselle, ou quem tá com saudades, amanhã é o dia.Ou melhor, a noite!

Tom Paixão em São Vicente

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Out

Sábadidomingo estarei em curso, em São Paulo.
Minhas filhas infestaram o notebook de vírus.
Então, se eu postar, será da Casa da Ovelha:

Alá

Sabe o Jesus, aquele que tá abençoando a Madonna?
A ex dele se chama Krishna Siqueira!
Ecumenismo é isso.

Paraskavedekatriaphobia

Consegue falar o nome do post?
Sofre disso?
Tem nem ideia?
Clicaqui!

Analogia

Recebi de três pessoas diferentes, então vai pra quem não me mandou:

A melhor analogia para esta nova etapa da crise financeira é uma casa de swing:
Em uma casa de swing lotada, todo mundo está comendo e/ou dando para todo mundo. A música tá rolando alto, whisky, cervejas, vodkas e viagras a vontade. A situação é bíblica, nem em Sodoma ou Gomorra havia tanta sacanagem como nesta casa de swing do exemplo. Até que determinada pessoa no meio da sacanagem grita bem alto: "EU TENHO AIDS!!!".
Pronto: ninguém sabe se comeu e/ou deu para esta pessoa (e pior... se comeu e/ou deu foi com ou sem camisinha). Quem estava comendo e/ou dando irá parar de comer e/ou dar porque não sabe se a pessoa que está comendo e/ou dando naquele exato momento comeu e/ou deu para a pessoa que gritou que tem AIDS.
Todos avaliam o risco de sua situação e, é certo, não vão mais comer e/ou dar para ninguém mais por um bom tempo (ao menos até saberem se têm ou não AIDS). E quem tinha acabado de chegar na casa de swing e ia começar a comer e/ou dar feito coelho não vai mais comer e/ou dar.
É esta crise de confiança que abalou a casa de swing que atualmente abala o mercado financeiro: quem estava investindo não investe mais; e quem pensava em começar a investir não investirá mais. A analogia entre a casa de swing e o mercado financeiro é mesmo a mais adequada, afinal, no frigir dos ovos, é tudo a mesma coisa: uma grande putaria!

Ocupado

Desenvolvendo um novo projeto.
Ocupado!
E no findi tem curso de Hipnose, sábado e domingo.
Já que eu volto!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Ed Mort

Achei umas fotos veias de quando eu "fui" Animador de Velório:Depois eu conto a história.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Fora do ar

Vou trabalhar um pouco, porque de vez em quando é bom.
Sem posts esta manhã, sem atualizações E SEM COMENTÁRIOS, NÉ?

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Sim Senhor

Fui ver o novo do Jim Carrey.
Despretensiosamente.
E dei boas e várias gargalhadas.Sim, senhor, o filme é muito engraçado!

Saco!

Ai, que saco!
Não se pode nem fumar um cigarrinho do capeta sossegado!
O uso frequente ou em longo prazo de maconha pode dobrar os riscos de um usuário desenvolver câncer de testículo.
No testículo?!
Ai que saco!

Postura, ômi!

Diga se isso é jeito do Tom Cruise se sentar para dar entrevista para a Patrícia Poeta:

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Agudo

Para o 'Fantástico', nu é "nú".
E se alguém for me mandar tomar no assento, também é sem acento.

Arrependei-vos! O fim está próximo!!!

O que pode ser pior do que a "crise"?
Ah, muita coisa:

Axé e sertanejo dominam mercado
Os dois gêneros são os mais bem-sucedidos com arrecadação referente a shows no Brasil, em 2008, segundo o Ecad


Três das músicas mais executadas ao vivo no país são cantadas por Ivete Sangalo; campeão de arrecadação é Victor Chaves

THIAGO NEY
DA REPORTAGEM LOCAL - FOLHA DE S.PAULO

Axé e sertanejo romântico. São os gêneros mais bem-sucedidos do mercado de shows do Brasil, segundo dados obtidos pela Folha a partir do relatório anual do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) referentes a 2008.
O Ecad é um órgão privado formado por dez associações musicais, cuja função é arrecadar e distribuir os direitos autorais de execução de compositores filiados a essas associações brasileiras.
Uma das principais fontes de arrecadação dos compositores são as apresentações ao vivo. E, segundo o relatório, das dez músicas mais executadas no país em 2008, três foram cantadas por Ivete Sangalo.
Já o campeão de arrecadação com direito autoral referente a shows foi o ultrarromântico (brega para alguns) compositor e músico Victor Chaves.
Não é à toa que Ivete Sangalo é a artista mais lucrativa do Brasil (com cachê que bate nos R$ 400 mil, dependendo do evento). "Berimbau Metalizado" (quarta música mais tocada ao vivo no país), "A Galera" (a sexta) e "Não Precisa Mudar" (décima) ganharam a interpretação de Sangalo.
A faixa mais executada em shows no Brasil foi "Praieiro", de Manno Góes (integrante da banda baiana de axé Jammil e Uma Noites).
A segunda mais executada também vem da Bahia: "Quebra Aê", de Durval Lelys, músico do grupo Asa de Águia.
Em terceiro, vem "100% Você", de Alexandre Peixe e Beto Garrido, que foi martelada pelo Chiclete com Banana.

Sting e romantismo
O compositor que mais arrecadou com a execução de suas músicas em shows no Brasil foi o mineiro Victor Chaves, que com seu irmão Leo forma a dupla Victor & Leo. A dupla já lançou seis álbuns, incluindo um cantado em espanhol, e no ano passado percorreu o país realizando shows.
O segundo maior arrecadador foi o inglês Sting, que se apresentou no Brasil com o Police em dezembro de 2007 (a quantia arrecadada entrou na planilha de 2008 do Ecad).
"O direito autoral é cobrado com base na receita da venda de ingresso dos shows", afirma Gloria Braga, superintendente do Ecad.
"O Sting é o principal compositor do Police, e a banda realizou shows grandes, portanto a receita é vultosa. Já o Victor Chaves é um compositor que está em primeiro no ranking porque possui um número grande de faixas cantadas por outros artistas. Ele ganha na quantidade de shows, enquanto o Sting ganhou porque fez alguns mega-eventos."

Rádios
Além dos números relativos a shows, o Ecad planilha dados referentes às canções mais executadas em rádios AM e FM nas diversas regiões do país.
A mais tocada no último trimestre de 2008 no Sudeste foi "Mina do Condomínio", do carioca Seu Jorge.
Em segundo, aparece "Take a Bow", da norte-americana Rihanna, seguida por "No One", de Alicia Keys, "Cedo ou Tarde", do NX Zero, e "With You", de Christopher Brown.

Úteis & Fúteis

Imagino o esculacho que levaram dos seus respectivos.
Yuppie pré-"pobre" tendo chilique deve ser interessante.
(Ainda existem yuppies???)

Mônica Bergamo

Crise? Credo!

Quatro mulheres de investidores financeiros se reúnem em um bar em São Paulo e contam ao repórter Paulo Sampaio os efeitos da quebradeira internacional em seu relacionamento conjugal

Caio Guatelli/Folha Imagem

Mariana Campos Barbosa Lima, Ana Carolina Almeida, Fernanda Almeida e Lyna Carbone Jenner comentam a crise

Elas contam que "foi difícil". A empresária e profissional de marketing Mariana Campos Barbosa Lima, 34, diz que seu marido "head trader" (consultor financeiro) ficou "mudo". O da joalheira Lyna Carbone Jenner, 30, um investidor do ramo imobiliário, passou a tomar antiácido. O namorado da consultora Ana Carolina Almeida, 29, captador de recursos para crédito externo, parou de mandar a "flor mensal". O da estilista Fernanda Almeida, 29, um corretor de títulos de valores mobiliários, repetia: "Você não sabe como eu tô pobre". Em Nova York, a crise econômica levou mulheres de financistas de Wall Street a criar o Daba ("Dating a Banker Anonymous", ou "Namoradas de Banqueiros Anônimas"), um grupo de apoio mútuo às desoladas garotas (leia box).

FOLHA - Como seus maridos e namorados reagiram à crise?
MARIANA BARBOSA
- O meu [marido], que fala pelos cotovelos, ficou mudo.
ANA CAROLINA ALMEIDA - O Cris dormia e acordava com a TV na Bloomberg [canal inglês que transmite as variações do mercado internacional]. Começou a tomar remedinho pra dormir, apareceram alguns cabelos brancos.
MARIANA - No Marcelo, teve um agravante: ele perdeu o ânimo. A gente parou de sair. E meu marido é "o incluído social". São três almoços todo sábado. Não que eu não goste de ir, mas a gente vai por algo além do prazer. Ele acha que precisa.

FOLHA - A crise levou a cortar gastos domésticos?
MARIANA
- Temos uma regra em casa. Tudo pode faltar, menos a babá.

FOLHA - Houve mudança no tratamento deles com os outros?
ANA
- O Cris perdeu aquela alegria. Nas férias, a gente viajou pra dentro do Brasil. Foi um lugarzinho bárbaro, em Santa Catarina. Era mais pra não gastar dinheiro.
MARIANA - Pra não gastar em dólar, né, Aninha?

FOLHA - E o assunto entre eles? ANA - Os homens se uniram.
MARIANA - O Marcelo nunca foi de entrar em casa falando ao telefone, mas ele simplesmente não esgotava o assunto.

FOLHA - E o humor?
ANA
- De primeiro, o Cris até ficou irritado; depois, carente.
FERNANDA ALMEIDA - O meu caso era completamente diferente de tudo o que eu tô ouvindo. Pelo menos em casa, ele dizia: "Vamos evitar esse assunto".
TODAS - Nossa, que maravilha!
MARIANA - Amigas, nossas histórias são café pequeno perto de outras. Tenho uma conhecida que a vida do marido acabou. Ele perdeu dinheiro aplicado da família inteira. Da irmã milionária, do irmão triliardário. Esse cara é mais velho, quase 50, daquela fase que os nossos meninos não pegaram, em que um cara, com 30 anos, já tinha feito US$ 2 milhões.

FOLHA - Mas hoje ainda existe esse negócio de conquistar o primeiro milhão?
MARIANA
- Ôpa! A coisa mais comum nesse meio é ouvir: "Como assim, você vai ter um filho antes de fazer o primeiro milhão de dólares?".
FERNANDA - [Séria] É uma ideia muito idiota!
AS OUTRAS - É, mas existe!
MARIANA - Eles falam sério! Te chamam de irresponsável.

FOLHA - E eles têm esse dinheiro?
MARIANA
- Têm...têm, têm.
FERNANDA - Mas quem inventou isso? Você faz parte de qual porcentagem do PIB nacional?
MARIANA E ANA - Não, Fernanda, isso é conversa de roda no mercado financeiro.
LYNA JENNER- É papo de menino. É o equivalente a: "Como você não tem uma enfermeira, só uma babá?".

FOLHA - Costuma-se dizer que o investidor do mercado financeiro valoriza o status proporcionado pelo que é caro.
TODAS
- Ôpa, sem dúvida!
MARIANA - O carro, o relógio, o sapato.
ANA - Principalmente o carro.

FOLHA - Qual o carro do Cris?
ANA
- [Rindo] Ele comprou um Freelander [Land Rover].
LYNA - O Cris [são dois com o mesmo nome] é bem consumista. Sapato, roupa... o carro é uma BM[W].
MARIANA - Quando eu comecei a namorar o Marcelo, achava que ele era milionário. Eu nasci bem, morei em Nova York, mas, mesmo assim, ele me impressionou. Pensei: "Que sorte encontrar um cara lindo, rico...". Ele morava sozinho em um apartamento enorme, de quatro quartos, na Vila Nova Conceição, e era chiquérrimo nos detalhes: na abotoadura, no bico do sapato. Ele sempre diz: "Para alguém colocar o dinheiro comigo, tem que acreditar que eu sou muito rico, muito próspero".

FOLHA - A crise mudou isso?
LYNA
- O que mudou foram os planos de comprar uma casa no campo, fazer uma megaviagem pra St. Barths, pra Europa.

FOLHA - Parece mais frustrante ainda para quem costuma planejar o que vai fazer com o dinheiro que ainda não ganhou.
LYNA
- A vida continua.

FOLHA - Fora ganhar dinheiro, do que os rapazes gostam?
ANA
- O Cris ama vinho. Tem duas adegas, que deram uma boa esvaziada. E, no auge, ele não repôs. Só agora, recentemente.

FOLHA - Como é a casa de um investidor como o Cris?
ANA
- Ele mora em um apartamento de homem, no Morumbi. São três quartos, mas ele quebrou um com a sala e tem um escritório.

FOLHA - Fernanda falou pouco...
FERNANDA
- Meu namorado não segue esse estereótipo, sapato, relógio. Ele se mudou agora para um apartamento melhor, comprou jipe.

FOLHA - Que jipe?
FERNANDA
- Acho que é Santa Cruz... [com expressão de quem pede socorro] ou Veracruz?
MARIANA - Tem os dois.
FERNANDA - Veracruz, então. LYNA - Mais de R$ 100 mil.

FOLHA - O.k., mas como foi então que ele sentiu a perda de dinheiro?
FERNANDA
- Ele dizia: "Você não sabe como eu tô pobre!". Eu o animava. Outro dia fomos comer num japonês que é mais carinho e vivia lotado, estava vazio. Mas a gente tava lá.

FOLHA - Ele não é consumista?
FERNANDA
- Não, gasta com vinho e comida.
MARIANA - É que o mercado financeiro tem as miniturmas. A do polo, a do golfe...

FOLHA - Você conhece a "miniturma do polo"?
MARIANA
- 90% do mercado financeiro faz polo. Na crise, meu marido não jogou nenhuma vez. Custa uma fortuna. Tem que ter sete cavalos. Então, nessas sutilezas é que você sente a crise.

FOLHA - Os especialistas dizem que é comum haver problema sexual em homens que enfrentam crises.
TODAS
- Siiiiim [mas ninguém diz que aconteceu consigo].
LYNA - Eu estava de resguardo. ANA - Eu só vejo o Cris no fim de semana, então não mudou.

FOLHA - Uma amante faz parte do arsenal de status do investidor?
FERNANDA
- Claro, de todos. ANA - Eu não penso nisso. MARIANA - Não é coisa de investidor, é de homem.

FOLHA - Recentemente, entrevistei um psicanalista que acredita que os investidores escolhem suas mulheres pensando mais em fazer uma dupla social boa do que no amor.
MARIANA
- Rola isso, sim. É até feio falar, mas a ex-namorada do Marcelo era uma "baianinha". Tenho certeza de que o fato de eu ter morado no mundo inteiro, falar línguas, conhecer pessoas o levou a pensar: "Vou ficar com esse fim de mundo [a "baianinha"] ou fazer essa troca?". E me escolheu.
ANA - O Cris tem pavor de mulher feia. Gorda? Não pode ver.

FOLHA - Como enfrentar a crise?
MARIANA
- Quando a gente pensava em abrir um vinho de preço exorbitante, o Marcelo dizia: "Não vamos abrir esse, não. Vai que a gente precise vender...".

Todas riem muito.

ANA - É cada coisa louca. A gente ficava imaginando vender o carro e ter que andar num "Unozinho", sei lá, vender a casa, sabe quando você começa a pensar? Vender a mãe pra recuperar o que eu perdi e investir...

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Falou e disse

Ouça a voz que dublou o Brad Pitt no Megapix!:

video

Stairway to Heaven

Cadeirante, quando você for ao Bradesco perto do Ibirapuera, inove!Ah, vá! São só 3 degrauzinhos...

Jurassic Park

No DETRAN de São Paulo ainda tem:
Não vi mimeógrafo.
Mas não duvido.

Eu sei...

A foto é link.
Não vá me perseguir por eu ter postado isso, tá bom?
Bigado!

Eu não dormi!

Noite desses, num canal a cabo desses, vi de novo o bom Voltar a Morrer, com o ex-casal Kenneth Branagh e Emma Thompson.
O filme é de 1991, eu não me lembrava dos detalhes.
Adorei as partes sobre hipnose!
Você viu?

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Replay

Já publiquei estas INFORMAÇÕES IMPORTANTES por aqui.
Mas, como são importantes, lá vai de novo:

- A comida leva 7 segundos da boca ao estômago.
- Um fio de cabelo agüenta 3kg.
- O tamanho médio do pênis do homem é 3 vezes o comprimento do polegar.
- O fêmur é mais forte que concreto.
- O coração da mulher bate mais rápido que o do homem.
- Existem cerca de um trilhão de bactérias em cada um de seus pés.
- As mulheres piscam duas vezes mais que os homens.
- O peso médio da pele de uma pessoa é duas vezes maior que o do cérebro.
- Seu corpo utiliza 300 músculos para manter o equilíbrio quando você está parado em pé.
- Se a saliva não consegue dissolver algo, você não consegue sentir seu sabor.
- As mulheres que estão lendo este texto já terminaram
- Os homens que estão lendo esse texto provavelmente ainda estão ocupados medindo seus polegares.




quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Mãozinha

"Olá Rogério, boa noite.

Eu sou Plínio Nogueira e há cerca de um ano tenho um blog (www.acidoecaustico.blogspot.com). Estou cada vez mais encantado com a possibilidade de escrever coisas do cotidiano de modo aberto e claro a todos pela internet, porém, para uma pessoa digamos "comum", um civil qualquer sabe, que anda de bicicleta nas ruas de Cuiabáhotcity, não é fácil entrar nessa onda de escrever um blog e ter um bom número de visitas. E é por isso que estou buscando ajuda com quem já tem um certo prestígio, mesmo eu não podendo retribuir muito. Se de alguma forma você puder me dar uma força, divulgar meu blog no seu ou algo parecido, ficaria muito grato. Antes que eu me esqueça, aproveitei minha webcam e fiz o comercial do meu blog, que está nesse link (http://www.youtube.com/watch?v=n3mOwdarwK0) do YouTube, para que assim conheça mais do meu trabalho tão "humirrrrrrrde".

Desde já, muito obrigado"

plinionogueira@hotmail.com
www.acidoecaustico.blogspot.com

Eu, eu mesmo e o Leandro

Acabou de acabar a vitória do Todo Poderoso Líder do Campeonato, vou mudar de canal e leio isso:Meu Deus, quem é Naiá?
Quem é Leonardo Eu Me Amo?
Quem é Flávio?
E quem é a loira amazonense, algum personagem do folclore?
Socorro!

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Bemloco de éter

O hit do dia no youtube é o moleque anestesiado depois de uma ida ao dentista.
Parte preferida: a partir dos 57 segundos.



Yeaaaaaaaaahhhhhhhh!!!!!

Quitanda

Depois da Mulher Melancia, da Mulher Jaca, Mulher Fruta do Conde, sei lá mais o quê, a minha favorita!
A MULHER MORTADELA!!!